Italia · Verona

Roteiro de 1 dia em Verona (bate e volta de Veneza)

Pegamos um trem de Veneza até Verona o que nos tomou cerca de 1 hora. A melhor estação de Verona é a ‘Verona Puerta Nuova’, pois é a mais próxima dos pontos turísticos. Verona é a uma das cidades mais famosas da Itália, eternizada por William Shakespeare através do romance de Romeo e Giulieta e do mais recente filme ‘Cartas para Giulieta’ de Franco Zeferelli. É também, depois de Roma, a cidade com o maior número de ruínas romanas.

É uma cidade linda e compacta e é possível conhcê-la toda a pé. Da estação de trem é possível caminhar até a Praça Bra (levar cerca de 10 minutos) ou pegar um táxi que te deixará nos portões da praça, contruídos em 1480.

Piazza Bra

Considero a Praça Bra como o ponto de partida para explorar a cidade e é onde se concentra toda a ‘vida social’ da cidade, com diversos cafés, restaurantes e ‘pocket shows’. A maioria dos restaurantes oferece vista para a Arena.

Arena di Verona

Chegamos bem cedo, por volta das 7, e a cidade ainda estava meio vazia. Fomos direto para a Praça Bra onde fica a Arena di Verona e aproveitamos para tirar milhares de fotos sem ninguém na frente. A Arena é um coliseu onde hoje acontecem diversos shows e, na época de verão, a temporada de Ópera de Verona.

É o terceiro maior anfiteatro da Itália e tem capacidade para 25 mil pessoas. Além disso logo atrás estão várias casas coloridas em tonalidades que se alternam entre o ocre, o laranja e o amarelo e que datam do século XIX. É uma delícia passar um tempo ali, o clima da praça é muito gostoso e apesar dos -3ºC não queríamos sair dali.

Paramos então para uma ciocolata no Café Vero (não deixem de provar, parece chocolate derretido).

O Café Vero fica bem em frente à Arena de Verona e as casinha coloridas que a rodeiam. É a desculpa ideal para ficar ali admirando-as um pouquinho mais.

Seguimos então para a Piazza delle Erbe que é uma das mais antigas de Verona. A praça é bem bonita e lá estão os quatro principais palácios da cidade e a Fontana de Madonna Verona. No dia que chegamos havia uma feirinha de artesanatos e já aproveitamos para comprar os imãs e enfeites de Natal que compramos em todas as viagens.

Piazza delle Erbe

Também aí está o Arco della Costa que dá acesso à Piazza Dante com importantes edifícios em estilo gótico.

Arco della Costa
Piazza Dante

Dali seguimos pela Via dei Capello até a ‘Casa di Giulieta’, que é a atração mais famosa de Verona. Leia o post aqui.

Casa di Giulieta

A principal rua de compras é a Via Mazzini que liga a Piazza Bra com a Piazza delle Erbe com várias lojas de grifes internacionais, além de lojas mais populares como Zara e outras de marcas italianas.

Via Mazzini
Desfile de Carnaval na Via Mazzini

No final, pegue a Via Roma e vá até o Castelvecchio que hoje abriga o Cívico Museo di Arte um dos mais importantes da Itália. Construído à direita do rio Ádige serviu a princípio como residência de nobres italianos, mas após a invasão Napoleônica, passou a servir como centro de controle visual da cidade. A Ponte Scaligero dá acesso exclusivo ao castelo servia como via de fuga do Vale de Ádige.

 

Deixe uma resposta