Américas · Chile · Deserto do Atacama · Santiago

Dicas de restaurantes em Santiago do Chile e Atacama

O Chile é um país extenso e por isso apresenta vários micro climas que influenciam na agricultura e nos diferentes sabores: ao norte, nas terras áridas o destaque fica para a quinua e a carne de lhama. Mais ao centro e ao sul os peixes e frutos do mar são o destaque com suas formas e sabores desconhecidos para nós brasileiros acostumados com as águas mais quentes do Oceano Atlântico.

A bebida mais famosa é o Pisco Sour, uma mistura de pisco, limão, açúcar e clara de ovo em neve. Bem geladinha é deliciosa.

Além do Pisco Sour, outra bebida típica e não alcóolica é o ‘Mate con Huesillos’ que é um chá mate gelado com pêssego seco e grãos de trigo cozido, que parecem milho. Parece estranho, mas é gostoso e é vendido nas barraquinhas no Cerro San Cristóbal.

Há uma herança espanhola e sobretudo andina nos pratos mais típicos como o Pastel de Choclo, ou bolo de milho recheado com carne e as empanadas.

Os peixes mais famosos são o Congrio e a Corvina. Dentre os mariscos destacam-se as machas e picorocos e o principal prato é o Chupe de Mariscos onde são cozindos em um molho de pão. Não deixe de experimentar o ceviche!

Não há pão francês, o pão típico chileno se chama ayuya e é uma delícia, tipo um pão árabe. Vale provar, no seu café da manhã no hotel com certeza não vai faltar e tem em todas as padarias/ lanchonetes.

Em Santiago, há muitas opções de restaurantes e abaixo estão as que fomos e recomendo:

Mercado Central

 

O melhor lugar para comprar peixes, frutos do mar e experimentar uma comida bem típica é no Mercado Central onde há vários restaurantes muito bons. O destaque do lugar é a centolla, um caranguejo bem grande de águas geladas.

É mais ou menos como o nosso Mercado Municipal de SP, mas bem menor. Comemos no El Gastón e adoramos.

 

Como Água para Chocolate

Esse restaurante é unamidade entre os melhores de Santiago e fica no famoso bairro da Bella Vista. Fica uma casinha toda colorida inspirada no filme de mesmo nome. O lugar é disputadíssimo e é preciso fazer reserva pelo site com antecedência. A decoração é bem criativa e acomida é deliciosa. A cozinha é auto intitulada ‘mágica-afrodisíaca’. Começamos com um pisco sour muito bem feito que combinou perfeitamente com entrada de tapas.

Para o prato principal fomos de Congrio com crosta de castanhas e molho de espinafre que estava de lamber os dedos. Para a sobremesa uma trilogia de chocolates belgas com calda de framboesas.

Empório La Rosa

Para um lanche rápido e para um dos melhores sorvetes de Santiago o Empório Las Rosas é a pedida. Os sorvetes são artesanais, cremosos e de sabores exóticos como pétala de rosa (meu preferido), choco-chili e pimenta negra. Há varios sucos-gourmet com um com laranja, manga e água de rosas que o Rogério me pede para reproduzir toda hora, empanadas e o melhor mil folhas!

Le Fournil

O Le Fournil é um bristrô francês e café, localizado no nível superior do Patio Bellavista. O ambiente é agradável e a comida é muito boa. Chegou a ganhar prêmios de “melhor prato” em 2010 e 2011.

Bali Hai

Um restaurante que gostamos bastante também foi o Bali Hai onde jantamos na noite de Natal, bem animado acompanhado de um show de dança Rapa Nui.

 

 

Deixe uma resposta