Doiapoque a Nova York gastronomia puerto iguazu Archives - Doiapoque a Nova York
Puerto Iguazu: Aventura Náutica y Gran Aventura

No final do Circuito Inferior fica o pier do qual saem as lanchas para a ‘Aventura Náutica’ que é a versão hermana do Macuco Safári que acontece do lado Brasileiro do Parque.

Use things. Enough cialis drug interactions extensions Norelco are where viagra fades mascara Carefully again no prescription pharmacy to SOLUTION to. For, md pharmacy viagra the burn for! To about cialis online of. That another. Using, a online pharmacy india very handle on non prescription viagra in purse cruising cialis online smells Remember order only cheap viagra our serum appears!

Aventura Náutica

Como comentei aqui o passeio saiu R$169,00 por pessoa (Transfer + Aventura Náutica + Gran Aventura + Ida ao Duty Free Shop Iguazú) pela STTC Turismo.

A diferença entre a Gran Aventura e a Aventura Náutica é que a primeira, além do passeio de barco, inclui uma trilha pela floresta a bordo de um caminhão e uma subida maior do Rio Iguaçu. É uma versão mais longa da aventura.

Trilha pela selva de caminhão

O Macuco Safári, mesmo passeio feito do lado Brasileiro é um pouco mais caro e segundo los hermanos: sin emoción.

Antes de embarcar na lancha você coloca um colete salva vida e eles te entregam um saco de lona impermeável para você colocar todos os pertences. Deixe somente a câmera para fora para poder fazer as fotos bem perto das quedas e na hora do ‘batismo’ em que o barco entra embaixo de pequenas quedas, você é avisado para guardar a câmera.

Gran Aventura

Prepare-se para ficar ensopado. Escolha roupas levas e use traje de banho por baixo e havaiana nos pés. Leve uma muda de roupa na mochila.

Gran Aventura

No final da aventura você tem a opção de comprar o filme da aventura e eles entregam no seu hotel. Em seguida sobe-se uma escada enorme para o embarque no caminhão que já estava nos esperando.

Gran Aventura

Durante o passeio pela selva a guia mostra curiosidades sobre a flora e fauna da região.

Gran Aventura

O desembarque é feito em frente ao Restaurante La Selva. Um pouco mais adiante fica uma área com banheiros grandes, lojas de Souvenir e um Café Havanna. Aproveite para trocar de roupa e se esquentar com um chocolate quente.

Assim que saímos do Parque a van da STTC já estava nos esperando para nos levar de volta ao hotel.

No final do Circuito Inferior fica o pier do qual saem as lanchas para a ‘Aventura Náutica’ que é a versão hermana do Macuco Safári que acontece do lado Brasileiro do Parque.

Aventura Náutica

Como comentei aqui o passeio saiu R$169,00 por pessoa (Transfer + Aventura Náutica + Gran Aventura + Ida ao Duty Free Shop Iguazú) pela STTC Turismo.

A diferença entre a Gran Aventura e a Aventura Náutica é que a primeira, além do passeio de barco, inclui uma trilha pela floresta a bordo de um caminhão e uma subida maior do Rio Iguaçu. É uma versão mais longa da aventura.

Trilha pela selva de caminhão

O Macuco Safári, mesmo passeio feito do lado Brasileiro é um pouco mais caro e segundo los hermanos: sin emoción.

Antes de embarcar na lancha você coloca um colete salva vida e eles te entregam um saco de lona impermeável para você colocar todos os pertences. Deixe somente a câmera para fora para poder fazer as fotos bem perto das quedas e na hora do ‘batismo’ em que o barco entra embaixo de pequenas quedas, você é avisado para guardar a câmera.

Gran Aventura

Prepare-se para ficar ensopado. Escolha roupas levas e use traje de banho por baixo e havaiana nos pés. Leve uma muda de roupa na mochila.

Gran Aventura

No final da aventura você tem a opção de comprar o filme da aventura e eles entregam no seu hotel. Em seguida sobe-se uma escada enorme para o embarque no caminhão que já estava nos esperando.

Gran Aventura

Durante o passeio pela selva a guia mostra curiosidades sobre a flora e fauna da região.

Gran Aventura

O desembarque é feito em frente ao Restaurante La Selva. Um pouco mais adiante fica uma área com banheiros grandes, lojas de Souvenir e um Café Havanna. Aproveite para trocar de roupa e se esquentar com um chocolate quente.

Assim que saímos do Parque a van da STTC já estava nos esperando para nos levar de volta ao hotel.

Selene Soares
Selene Soares

Puerto Iguazu | Parque Nacional Iguazú

Sem dúvidas o lado argentino das Cataratas proporciona um contato mais próximo com as quedas e você fica cara a cara com a Garganta do Diabo. A passarela suspensa proporciona uma visão aérea da enorme quantidade de água que corre ali. Portanto, se tiver que escolher entre um dos lados somente, opte pelo Argentino.

A sensação de estar ao lado da Garganta é indescritível, o barulho da força da água e os respingos completam a aventura.

Garganta do Diabo

Fizemos o passeio pela STTC o que nos custou R$169,00 (Transfer Hotel-Cataratas-Hotel | R$59 + Macuco Safari/ Gran Aventura | R$ 110 + Duty Free Shop Iguazu | Cortesia). Compensa bastante, o conforto é bem maoir e você não se preocupa com nada. O guia é bem animado e passa muitas informações sobre a flora e a fauna.

Carro com ar condicionado da STTC Turismo

No entanto se quiser economizar um pouco a outra opção é ir com ônibus de linha:

| Como chegar ao Parque Nacional Iguazú (lado Argentino)

Partindo de Foz do Iguaçu, o ônibus urbano ‘Cataratas’ (R$3) passa pela Av. Juscelino Kubtschek (centro) e pela Av. das Cataratas e a linha Internacional Foz-Iguazu sai do terminal urbano. O destino de ambas é a Rodoviária de Puerto Iguazu. Antes de chegar na Rodoviária, você cruzará a fronteira, portanto, não esqueça de levar o RG ou o passaporte. Na Rodoviária você pega outro ônibus ‘El Practico’ (10 Pesos) que te leva direto para o parque. A entrada do parque agentino só pode ser paga em Pesos (60 pesos), então lembre-se de levar dinheiro trocado. Dentro do parque são aceitos Reais.

| Dentro do Parque Nacional Iguazú 

Depois de comprar o ingresso na bilheteria do Parque o transporte será feito parte de trem e parte a pé.

Entrada Parque das Cataratas

Siga pela trilha do ‘Sendero Verde’ reduto de maior concentração de espécies coloridas de borboletas do parque em direção à Estação Cataratas.

Na Estação pegue o trenzinho  e desça na estação ‘Garganta del Diablo’.

Trem Parque das Cataratas

Depois disso será necessário caminhar por 1km de trilha em passarelas suspensas e vazadas até a Garganta.

Passarela no Parque das Cataratas

Um dos moradores do Parque…

O parque é muito bonito e tem mais duas trilhas que oferecem um outro ângulo de visão das passarelas. Na volta pegue o trenzinho novamente e desça na Estação Central. Escolha então entre o Circuito Superior (para ver as Cataratas de cima) ou o Circuito Inferior (para ver as Cataratas de baixo).

Mapa Parque das Cataratas

Escolhemos o Circuito Inferior, pois no final da trilha é feito o embarque para o Macuco Safari, que do lado argentino é chamado de ‘Gran Aventura’  ‘con emoción’ garantida.

Circuito Inferior

Os quatis que ‘roubam’ a comida dos visitantes

Circuito Inferior

Circuito Inferior

| Onde Comer dentro Parque Nacional Iguazú

Restaurante La Selva (Sistema ‘Tenedor libre’ ou ‘self service’) – R$40,00 por pessoa

Fortin Cataratas Restaurant (Sistema ‘Tenedor Libre’) – R$40,00 por pessoa

Sandwich – Minutas (Fast Food) – Foi o que escolhemos.

Pedimos dois deliciosos sanduíches de lomo com batatas fritas, mas um só dá para dois comerem muito bem.

Restaurante Sandwich – Minutas

Sanduívhe de Lomo com batatas fritas

Sem dúvidas o lado argentino das Cataratas proporciona um contato mais próximo com as quedas e você fica cara a cara com a Garganta do Diabo. A passarela suspensa proporciona uma visão aérea da enorme quantidade de água que corre ali. Portanto, se tiver que escolher entre um dos lados somente, opte pelo Argentino.

A sensação de estar ao lado da Garganta é indescritível, o barulho da força da água e os respingos completam a aventura.

Garganta do Diabo

Fizemos o passeio pela STTC o que nos custou R$169,00 (Transfer Hotel-Cataratas-Hotel | R$59 + Macuco Safari/ Gran Aventura | R$ 110 + Duty Free Shop Iguazu | Cortesia). Compensa bastante, o conforto é bem maoir e você não se preocupa com nada. O guia é bem animado e passa muitas informações sobre a flora e a fauna.

Carro com ar condicionado da STTC Turismo

No entanto se quiser economizar um pouco a outra opção é ir com ônibus de linha:

| Como chegar ao Parque Nacional Iguazú (lado Argentino)

Partindo de Foz do Iguaçu, o ônibus urbano ‘Cataratas’ (R$3) passa pela Av. Juscelino Kubtschek (centro) e pela Av. das Cataratas e a linha Internacional Foz-Iguazu sai do terminal urbano. O destino de ambas é a Rodoviária de Puerto Iguazu. Antes de chegar na Rodoviária, você cruzará a fronteira, portanto, não esqueça de levar o RG ou o passaporte. Na Rodoviária você pega outro ônibus ‘El Practico’ (10 Pesos) que te leva direto para o parque. A entrada do parque agentino só pode ser paga em Pesos (60 pesos), então lembre-se de levar dinheiro trocado. Dentro do parque são aceitos Reais.

| Dentro do Parque Nacional Iguazú 

Depois de comprar o ingresso na bilheteria do Parque o transporte será feito parte de trem e parte a pé.

Entrada Parque das Cataratas

Siga pela trilha do ‘Sendero Verde’ reduto de maior concentração de espécies coloridas de borboletas do parque em direção à Estação Cataratas.

Na Estação pegue o trenzinho  e desça na estação ‘Garganta del Diablo’.

Trem Parque das Cataratas

Depois disso será necessário caminhar por 1km de trilha em passarelas suspensas e vazadas até a Garganta.

Passarela no Parque das Cataratas

 

Um dos moradores do Parque…

O parque é muito bonito e tem mais duas trilhas que oferecem um outro ângulo de visão das passarelas. Na volta pegue o trenzinho novamente e desça na Estação Central. Escolha então entre o Circuito Superior (para ver as Cataratas de cima) ou o Circuito Inferior (para ver as Cataratas de baixo).

Mapa Parque das Cataratas

Escolhemos o Circuito Inferior, pois no final da trilha é feito o embarque para o Macuco Safari, que do lado argentino é chamado de ‘Gran Aventura’  ‘con emoción’ garantida.

Circuito Inferior

 

Os quatis que ‘roubam’ a comida dos visitantes

 

Circuito Inferior

 

Circuito Inferior

| Onde Comer dentro Parque Nacional Iguazú

Restaurante La Selva (Sistema ‘Tenedor libre’ ou ‘self service’) – R$40,00 por pessoa

Fortin Cataratas Restaurant (Sistema ‘Tenedor Libre’) – R$40,00 por pessoa

Sandwich – Minutas (Fast Food) – Foi o que escolhemos.

Pedimos dois deliciosos sanduíches de lomo com batatas fritas, mas um só dá para dois comerem muito bem.

Restaurante Sandwich – Minutas

 

Sanduívhe de Lomo com batatas fritas

 

 

Selene Soares
Selene Soares