Doiapoque a Nova York Barcelona Archives - Doiapoque a Nova York
Barcelona: Las Ramblas
EM: 18 DE junho DE 2017 Tags: ,

A Praça de Catalunya, uma das principais de Barcelona, por unir a Cidade Antiga (bairros Gótico e Raval) ao elitizado bairro do Eixample, é o ponto de partida para conhercer ¨Las Ramblas”, uma das principais e mais turística “rua” da cidade .

A Praça  de Catalunya foi construída no século XIX depois da queda da muralha medieval como parte de um projeto de modernizaçao da cidade. Várias avenidas importantes a tem como ponto de partida: Las Ramblas, Passeig de Gràcia, Carrer de l’Angel, Ronda de Sant Pere (onde fica o Arco do Triunfo) entre outras.

Apesar de ser uma avenida só, cada trecho recebe um nome diferente e é por isso que é conhecida como ‘Las Ramblas’ no plural. A sequência, a partir da Plaza de Catalunya é: Rambla de Canaletes, Rambla dels Ocells e Rambla de Ciencis i Arts.

selene soares

As ramblas sao peatonais com quiosques de flores, lojinhas de souvenir, banca de jornais, baquinhos e tudo mais que você possa imaginar. É um emaranhado de turistas, vendedores e muita história de manha até o fim da noite.

Na primeira parte da Rambla, está a Font de Canaletes, famosa pelas celebraçoes do time de futebol Barcelona e se você gosta de compras aqui também é o “point” das marcas mais famosas.

selene soares

Você já vai ver muitas lojas de marcas populares do país: Pull&Bear, Mango, Desigual, H&M, Corte Inglês (que é a maior loja de departamentos da Espanha, com várias marcas) além da Apple Store e FNAC e se você se embrenhar pelas ruazinhas ali do bairro Gótico vai encontrar muitas e muitas outras.

selene soares

Aproveite para virar à esquerda na Carrer de Santa Anna e provar o Jámon de Bellota (o presunto mais famoso da Espanha – sim, é caro, mas vale a pena!) na cadeia de lojas mais famosa da cidade, a Enrique Tomás. e as famosas azeitonas espanholas, que são enormes, saborosas e recheadas com vieiras, anchovas, mexilhões etc.

Alguns passos a frente e encontará o famoso restaurante Els Quatre Gats, criado em 1897 e projetado pelo famoso arquiteto modernista catalao Josep Puig i Cadafalch. Costuma ser frequentado por Miró e Picasso e o menu do meio-dia durante a semana costuma ser atrativo e acessível.

4gats

Se preferir tapas em um boteco tipicamente local, ande mais alguns passo e entre na Carrer de Magdalenes direto na Bodega Cala del Vermut, nosso favorito no Bairro Gótico.

selene soares

Continue o caminho e vire à direita na Carrer de Sagristans, à direita e à direita novamente na Carrer de la Portaferrisa, onde está uma das portas da muralha que cercava a cidade de Barcelona durante a época romana. Um pouquinho antes à esquerda está a Carrer de Petritxol e suas famosas churrerías com chocolate. Recomento a Granja Pallaresa (granja é o um termo popular para patisseries).

selene soares

Siga até o final da rua e sairá na Plaza del Pi e na Catedral Santa Maria del Pi que também tem um mirador com vistas fantásticas da cidade. Compre o ingresso aqui, vale a pena.

selene soares

Volte para a Rambla pela Carrer del Cardenal Casañas e pare para fotografar a Casa Bruno Quadros, toda redecorada pelo arquiteto modernista Josep Vilaseca e que abriga uma tradicional loja de guarda-chuvas no térreo. No caminho outra oportunidade para prova o famoso jamón, na loja-museu Jamón Experience.

selene soares

De volta à Rambla, volte uns passos para trás para visitar o Mercado de la Boquería, que é o mercado municipal mais antigo da cidade. Vale muito a visita, principalmente na hora do almoço para comer alguma tapa e beber uma taça de vinho.

selene soares

Um pouco mais a frente, no nº 83 está a Pastelería Escriba, uma confeitaria / patisserie de mais de um século com uma das fachadas mais bonitas da Rambla.

A essa altura, no meio da Rambla, está a Plaça de l’Os com  um mosaico feito por Joan Miró.

selene soares

Na sequência à esquerda está o tradicional o Café Del’ Opera (náo vale a pena parar, deixe para um café especial no fim da Rambla) e à direita o Gran Teatre de Liceu, uma famosa casa de óperas que existe desde 1847.

selene soares

Ao seu lado está a nao menos famosa sorveteria Rocambolesc do aclamado chef catalao Jordi Roca.

selene soares

 

Um pouco mais para baixo entre à direita na rua Nou de la Rambla onde está o Palau Güell, no nº 3, obra de Gaudi. Dá para entrar e visitar as chaminés se quiser. Aí você já estará no bairro El Raval que faz parte da Ciudad Vieja.

selene soares

Volte para a Rambla e continue caminhando até o Mirador de Colón e o Port Veil. Pare um pouco antes no Museu de Cera e tome um cafe ou um refresco no Bosque de las Hadas, um dos cafés mais charmosos da cidade, um verdadeiro bosque encantado (náo é necessário visitar o museu para entrar no café.

A última parada do passeio é o Mirador de Colón (Cristóvao Colombo) que foi construído em 1881 para representar o descobrimento da América. É compoto por uma coluna coríntia, que também é um mirador, compre o ingresso aqui, (dá para ver toda a rambla, o Porto Velho, a Barceloneta e o Porto Olímpico), oito leóes de ferro e várias outras esculturas relacionadas ao tema do descobrimento.

selene soares

Roteiro a pé:

Roteiro Restaurantes: Nas Ramblas tem muito restaurante pega turista, entao siga minhas recomendaçoes.

Selene Soares
Selene Soares

Barcelona: Roteiro de 1 dia em Sitges
EM: 06 DE fevereiro DE 2017 Tags: , ,

Sitges é uma cidade balneário do litoral sul de Barcelona. Fica bem pertinho de Barcelona, cerca de 30 minutos em trem.

Sitges

Basta partir da Estação Barcelona Sants (com o trem da empresa RENFE, o R2) e descer na Estaçao Sitges.  É super rapidinho, sao 3 paradas em 30 minutos de viagem, ou seja, é um excelente bate e volta para fazer no verão e conhecer algo além da Barceloneta.

Sitges

É um lugar bem família e com uma boa aceitação LGBT. Nós passamos uma noite por lá, pois como era o fim de semana do meu aniversário, queríamos aproveitar para jantar em um lugar bem legal. Nos hospedamos no ótimo Hotel Parrots, com quartos limpíssimo e reformado com ar condicionado, varanda com mesinha e vista e um excelente café da manha.

Sitges

Sitges

Ele fica uma ruazinha charmosa e tranquila, mas que à noite era o lugar certo para estar, pois desemboca em uma das principais pracinhas da cidade.

Sitges

Durante o verão as suas ruazinhas ficam lotadas de turistas passeando por suas lojinhas e restaurantes.

Sitges

A cidade é super arrumadinha e o seu casco antigo é muito charmoso.Sitges

Tudo é bem organizado: do lado esquerdo da Estaçao de Trens fica o escritório de turismo. Passe lá para pegar um mapinha da cidade se ainda não tiver.

Sitges

O legal por lá é se perder pelas ruinhas, mas é legal ter o mapa em mãos para não perder nenhum ponto interessante e se arrepender depois.

Sitges

Vá seguindo o fluxo em direcção ao mar até chegar no calçadão.

Sitges

Em uma das pontas está a igreja  Sant Bartolomeu e o Palau Maricel, aí começa o Casco Antigo, bem junto ao mar, com muitas ruazinhas estreitas e muito charme.

Sitges

SitgesSitges Sitges

Paramos no Chiringuito no Passeig de la Ribera, um pouco mais para frente da Igreja, no próprio calçadao, para ficar admirando o mar. Um pouco caro e pouca qualidade, mas ter a vista, é isso aí.

SitgesCurtimos a praia em frente, mas ficamos pouco tempo, porque tenho que confessar, as pessoas que nao estavam de topless estavam peladas. Havia uma moça de topless comprando naturalmente, um chapéu do camelô, que deveria estar adorando, claro! Sitges tem 11 praias para todos os gostos: Gay-Friendly, nudistas e famíliares e algumas tem placa indicando na entrada, mas a maioria tem que entrar pra ver qual é a situaçao.

Sitges

No dia seguinte fomos na Platja de San Sebastià e gostamos bem mais, um ambiente super familiar.

Sitges

Fora do centro antigo o encanto continua com mais ruazinhas estreitas, mas agora com o extra das casinhas brancas e azuis. Chega a lembrar um pouco a Grécia.

SitgesSitges

Jantamos em uma dessas ruas fofas, no Restaurante Nansa, que eu tinha reservado para comemorar meu aniversário. Comida muito bem feita e ambiente incrível. Com vista para a praia e para o pôr do sol que estava por vir. No verao aqui na Espanha fica claro até âs 9:00 da noite.

Sitges Sitges Sitges

Sitges

À noite voltamos para a rua do hotel e ficamos tomando uns drinks e assistindo a cena noturna bem extravagante dali.

Sitges

No dia seguinte voltamos para o calacadao e caminhamos até o final, em direçao contrária à Igreja. Nos embrenhamos pelas ruazinhas para achar as casas modernistas da cidade. Lembra daquele mapa do escritório de turismo? Então estão todas apontadas ali, é só procurar e fotografar!

Sitges Sitges

Outro ponto, também indicado no mapa, são as mansões dos “indianos” que eram os espanhóis que iam para à América juntar dinheiro e depois voltavam e construíam seus casões.

Sitges Sitges

Um desses indianos foi Facundo Bacardí que pelo nome você já deve ter advinhado, sim, ele é o fundador da Bacardi!

Sitges

Filho de pedreiros, ele foi para Cuba com seus pais em busca de uma vida melhor. Ali casou-se com uma rica francesa e abriu sua primeira loja de bebidas. Teve terremoto, guerras, ele quebrou e fugiu para a Espanha onde começou a trabalhar com rum e desenvolveu um processo único de destilação.

Caminhamos de volta ao Casco Antigo até a Plaça de l’Ajuntament onde fica a Casa Barcadi, um museu que conta a história de seu fundador e do processo de destilação do rum. Além disso, tem um lounge bar para degustações.

Sitges

Ali também está o Museu Cau Ferrat, que era o atelier do pintor espanhol Santiago Rosiñol e que hoja abriga obras dele e de outros famosos como Pablo Picasso.

Sitgesmuseucauferrat

Sitges

Nas ruazinhas em volta há muitas lojinhas, sorveterias, restaurantes e lanchonetes.

Sitges

Encerramos o dia por ali, antes de voltar para casa.

Sitges

Selene Soares
Selene Soares