Doiapoque a Nova York » Blog Archive Bélgica – dicas práticas, transporte e acomodação - Doiapoque a Nova York
Bélgica – dicas práticas, transporte e acomodação

– Como chegar

– Como ir da Estação Central de trens para o seu hotel

Chegamos de trem a partir de Amsterdam e descemos na Estação Bruxelas Midi. Bruxelas Midi e Buxelas Central são as duas principais estações de trem e que são conectadas com as linhas de metrô. Facilmente fizemos “baldeação” na estação Midi até a estação ao lado do nosso hotel.

Amsterdam

O bilhete de metrô custa por volta de 2,00 euros e o passe diário por volta de 6,00 euros, mas não recomendo porque quase não usamos metrô por lá.

Amsterdam

– Como ir do Aeroporto Charleroi Sud para o centro de Bruxelas

Para quem vem do aeroporto Charleroi Sud, basta pegar o trem da estação de mesmo nome até a estação de Bruxelas Central ou Midi. Se necessário basta pegar o metrô na própria estação para o destino final. Para a volta é só fazer o inverso, de Bruxelas Central para Charleroi Sud.

Amsterdam

A passagem de Charleroi Sud – Bruxelas Central custa 8 euros.

Amsterdam

– Como se locomover

– Carro – Recebi algumas perguntas se era necessário alugar carro na Bélgica. Não, não alugue carro. A parte histórica da cidade, onde você vai passar mais tempo, é medieval com ruas estreitas, galerias, impossíveis de serem navegadas de carro.

– Metrô – Justamente a graça do passeio é ir descobrindo tudo a pé e quando queiser para um lugar mais longe, o metrô é ótimo e chega em todos os lugares e a malha ferroviária também é excelente!

– TremAs passagens internacionais (da Bélgica para outro país) recomendo que você compre antes de viajar com três meses de antecedência, que é quando começam as promoções online.

Eu nunca compro as passagens no raileurope porque são mais caras por causa da taxa de comissão. Sempre compro direto do site da ferrovia do país visitado. No caso da bélgica belgianrail.be

As viagens internas (Brugges e Gent) compre na hora nas máquinas da estação de trem. Elas aceitam todos os cartões de crédito e o “Money travel cards” também.

Amsterdam

Uma dica é deixar as viagens bate e volta para o final de semana em que os bilhetes são vendidos pela metade do preço e os horários são livres. Eles valem de sexta-feira a partir das 20 horas até domingo. Então você pode ir e voltar livremente dentro desses dias e com 50% de desconto.

Amsterdam

Na hora da compra na máquina, ao invés de selecionar “Standard Ticket” selecione “Weekend Ticket”.

– Onde ficar

Bruxelas é uma cidade cara e os melhores hotéis estão ao redor da Gran Place. Nós ficamos no Hotel du Congres que reservei pelo Booking.com.

Amsterdam

Eu detesto gastar dinheiro com hotel e como eu viajo muito durante o ano, para que o custo de todas a viagens caibam dentro do meu orçamento anual, eu explico aqui como se planejar financeiramente para viajar o ano todo, eu sempre procuro o melhor custo-benefício.

Minhas prioridades são localização, proximidade com metrô e banheiro dentro do quarto.

Por isso em Bruxelas ficamos no Hotel du Congres, que é excelente, padrão 4 estrelas, e só porque está alguns metros mais longe da Gran Place (mas a uma distância caminhável – cerca de 10 minutos) saiu por menos da metade do preço! Então quanto mais você pesquisar, menos você vai gastar!

Amsterdam

Nós adoramos o Hotel du Congres, a localização (ao lado da estação do metrô Madou) e perto de vários cafés, bistrôs e restaurantes. Recomendo!

Amsterdam

Hotel du Congres

42, Rue du Congres, Bruxelas (ao lado da estação Madou do metrô e do Palácio Real)

Selene Soares
Selene Soares




[pulaalegria] (óculos) (triste) (sorrisão verde) (seta) (piscada) (pensativo) (muito triste) (mega feliz) (malvado) (lingua) (interrogação) (idéia) (gargalhada) (feliz) (exclamação) (envergonhado) (doido) (confuso) (como assim) (chocado) (bravo)