Doiapoque a Nova York Arquivos 21/11/2016 - Doiapoque a Nova York
Zaanse Schans, a Holanda dos moínhos

Quer curtir um cenário típico holandês com vaquinha, moinho, casinhas, queijo, comidas típicas, pessoas usando os tamancos de madeira ou “Kloppen”? Em Zaanse Schans tem!

Zaanse Schans

Zaanse Schans é uma vila de moinhos a céu aberto às margens do rio Zaan aberto para visitas gratuitas.

Zaanse Schans

Chegar até lá é muito fácil: Vá até a estação central em Amsterdam e pegue o ônibus da Conexxion 391. A última parada é Zaanse Schans, não tem como errar. Na volta, espere no mesmo ponto e pegue o mesmo ônibus 391 com destino a Amsterdam Central.

Zaanse Schans

O preço da passagem ida e volta é 10 Euros e você compra com o próprio motorista. Não vale aquele bilhete 24h do tram, pois são de companhias diferentes – o tram é da GVB e o ônibus da Conexxion.

Zaanse Schans

Assim que chegamos o tempo abriu e um sol lindo (e quentinho) apareceu e as fotos ficaram lindas! A primeira parada foi na loja de queijos para aprender como é feito o queijo holandês.

Zaanse Schans

Zaanse Schans

Depois visitamos o moinhos que eram usados para moer trigo e especiarias, ainda dá pra sentir o cheirinho de cravo e gengibre na madeira, e para bombear a água dos diques.

Zaanse Schans

Zaanse Schans

Em frente ficam as casinhas típicas com animais de fazenda, ótimo para as crianças brincarem.

Zaanse Schans

Parada obrigatória no museu da padaria – onde está exposto o antigo processo de fazer bolos e biscoitos e todas as formas, digo ferramentas J que eram usadas!

Zaanse Schans

Para fechar com chave de ouro comi um Stroopwafel, quentinho, feito na hora!

Zaanse Schans

Nossa última parada foi na fábrica de sapatos, que conta a história dos sapatos de madeira “Kloppen” e é feita uma demonstração ao vivo de como ele é feito hoje em dia nas máquinas em 5 minutos – o que antes levava 3 horas. Muito legal.

Zaanse Schans

Zaanse Schans

Lá também fica a casa do czar Russo, Pedro, o Grande, que criou St Petersburg, quando morou um tempo na Holanda para aprender a arte dos barcos, lembra que falei aqui que os holandeses eram os melhores navegadores do século XVII?

Feche o passeio almoçando na casa de panquecas próxima à saída, pois já será quase hora do almoço se você sair de manhã cedo de Amsterdam.

Selene Soares
Selene Soares