Doiapoque a Nova York » Blog Archive Santiago: 2º dia tarde – Degustação na Vinícula Cocha y Toro - Doiapoque a Nova York
Santiago: 2º dia tarde – Degustação na Vinícula Cocha y Toro

Na tarde do segundo dia fomos conhecer a Vinícola Concha y Toro, a maior do Chile e uma das maiores produtoras de vinho do mundo com 12 marcas próprias de vinho, entre as mais famosas:Don Melchor, Casillero del Diablo e Marques de Casa Concha.

3

A vinícola fica a cerca de 1h de Santiago na rua Virginia Subercaseaux 210, nomunicípio de Pirque.. Fomos de metrô, a forma mais fácil:basta pegar a linha azul até a estação Las Mercedez.

Santiago

Depois pegamosum táxi até a porta da vinícula que levou cerca de 10 minutos. Se quiser já combine com o taxista para que ele te pegue depois do tour que leva cerca de 1h30, pois não passam tatáxis no local.

Chegamos em cima da hora e como já havia feito reserva com antecedência conseguimos alcançar o grupo que já estava começando a assitir o vídeo sobre a vinícula. Aliás fazer reserva da visita no site oficial da vinícola é essencial para garantir uma vaga, pois os passeios são muito concorridos e se esgotam logo.

Santiago

Nosso tour durou cerca 1h30 e contou com duas degustações de vinhos. Todas as explicações são dadas em espanhol.

A visita começa com vídeo que conta a história da vinícula e em seguida a guia dá as primeiras explicações e curiosidades sobre a Concha y Toro.

Santiago

Em seguida fomos até a Casa da Família Don Melchor, um enorme casarão em estilo colonial onde a família morava na época da fundação da vinícula em 1883.

Santiago

Os jardins são muito bem elaborados e em estilo inglês. Foram encomendados pela família a um arquiteto Inglês. Há um grande lago e vários animais como patos e ovelhas.

Santiago

Visitamos então os vinhedos onde conhecemos um pouco mais sobre o solo, o clima e como eles influenciam as uvas e por consequência o sabor dos vinhos.

Santiago

Somos então encaminhados à sede onde acontecem as degustações. O primeiro vinho era um branco da marca Marques de Casa Concha. Recebemos uma taça para prová-lo que fica de lembrança do lugar.

O pessoal começou a pedir para degustar um Don Melchor, o vinho mais top da vinícula e a guia atendeu aos pedidos.

Seguimos para asadegas, localizadas em grandes galpões climatizados onde são armazenados os barris de carvalho para a fermentação do vinho.

Santiago

Uma dessas adegas é subterrânea e chamada de Casillero del Diablo, o mesmo nome de um dos vinhos mais conhecidos da vinícola.

A adega e o vinho possuem este nome por causa de uma lenda que por muito tempo assustou os moradores da região e que foi criada pelo próprio Dom Melchior. Ele armazenava nessa adega os vinhos de melhor qualidade da vinícula e percebeu que alguém os estava roubando.

Santiago

Inventou então uma história de que havia um diabo no local o que deixou o pessoal que morava no local muito assustado. Desde então ninguém mais teve coragem de entrarna adega e as garrafas pararam de sumir. Diz a lenda que ele próprio de fantasiava de diabo para assustar os moradores.

No final entramos em uma sala, onde um sommelier nos ofereceu, desta vez,um vinho tinto da marca Marques de Casa Concha.

A visita terminou no Wine bar onde pudemos continuar a degustação etambém comprar alguns exemplares..

Para a volta pegamos um táxi na porta da vinícula até a estação de metrô e fizemos o caminho inverso.

Vinícula Concha y Toro

Avda. Virginia Subercaseaux 210, Pirque, Santiago

Selene Soares
Selene Soares




[pulaalegria] (óculos) (triste) (sorrisão verde) (seta) (piscada) (pensativo) (muito triste) (mega feliz) (malvado) (lingua) (interrogação) (idéia) (gargalhada) (feliz) (exclamação) (envergonhado) (doido) (confuso) (como assim) (chocado) (bravo)