Doiapoque a Nova York Doiapoque a Nova York - Doiapoque a Nova York
Restaurante Portucale São Paulo
EM: 18 DE setembro DE 2017

Quando visitamos Lisboa em 2014 queríamos ter ido a um Restaurante com Show de Fado, mas acabou não dando tempo. Na mesma viagem fomos em um Show de Flamenco em Sevilha e adoramos tanto que achamos um restaurante com paella deliciosa e com show de Flamenco em São Paulo, o Pepe Paellas. Quando achei o Portucale, decidi que era a oportunidade perfeita para matar a vontade do Fado que perdemos.

O Restaurante fica em uma casa que foi reformada para ficar com um estilo dos restaurantes medievais que encontramos em Praga, tanto do lado de fora como no ambiente interno, com muitas pedras aparentes, teto mais baixo e pintura clara.

Le Vin

Portucale

O ambiente é super familiar e a comida uma delícia. Como entrada a especialidade é a alheira, uma linguiça típica portuguesa feita com carne de vitela e porco, miolo de pão e alho.

Portucale

Como principal os pratos com bacalhau são o carro chefe e muito, mas muito bons. Pedimos a Gomes de Sá e com Natas.

Portucale

As opções de vinhos verdes e portugueses também são ótimas. É o restaurante ideal para reunir a família e ter uma noite super agradável.

Portucale

A hora da sobremesa também é muito esperada com várias opções de doces típicos dos conventos portugueses feitos com gemas de ovos.

Portucale

Portucale

Lá pelas 21:00 começa o show de fado, são dois cantores que se intercalam e dois violeiros que tocam guitarra portuguesa. Dá até para fazer pedidos.

Restaurante Portucale

Rua Nova Cidade, 418

Selene Soares
Selene Soares

Casa Garabed – a melhor esfiha de São Paulo

Eu sempre ouvia falar que a melhor esfiha de São Paulo ficava em Santana, em um lugar super simples, mas delicioso. Procura, que procura, já tínhamos tentado ir uma vez, mas como o lugar não tem placa, não achamos e desistimos.

Até que um dia, sem querer li um artigo sobre a melhor esfiha da Zona Norte – a Casa Garabed – e fomos experimentar. Quando chegamos era a tal que não achávamos no famoso portão cinza sem placa.

A esfiharia fica em uma casa, sem placas e de uma limpeza e organização impecáveis. Ela é comandada por um casa de armênios que supervisionam cada detalhe do lugar e da comida e ainda matêm o forno original da década de 40 de 25 metros quadrados que fica no fundo do salão e é abastecido com eucaliptos.

Casa Garabed

Realmente as esfihas são impecáveis (e grandes) já que todas as casas tem a tendência de ir diminuindo os tamanhos com o tempo. Elas são um pouco mais caras, mas os ingredientes são de altíssima qualidade e vale muito a pena.

Os carros chefes são a esfiha de cordeiro com pinoli – que é disparada a melhor que já comi – e a de carne moída e bastrmá (que é uma carne seca armênia). Mas não é só isso tem kibe com pinoli, esfiha de cordeiro com hortelã e vários pratos quentes típicos como Kebabs, babaganush, coalhada seca etc.

Casa Garabed

Há também uma enorme variedade de doces super bem feitos!

Casa Garabed

Rua José Margarido, 216, Santana

Selene Soares
Selene Soares